Na tarde desta quinta-feira (08/04), às 17 horas, a Câmara de Guarapari realizará sessão extraordinária para votar Projeto de Resolução de autoria da Mesa Diretora, que institui, em caráter excepcional, no Legislativo, a realização de sessões e reuniões virtuais, como alternativa para a discussão e votação de matérias, de forma remota, visando a deliberação de ações, projetos e programas de combate ao novo Coronavírus, entre outras proposições de interesse público municipal. “Em função do agravamento da pandemia no Espírito Santo e da inclusão de Guarapari no mapa de ‘Risco Extremo’ de contaminação pelo novo Coronavírus no Estado, a realização de sessões por videoconferência, de forma virtual, é a melhor maneira de continuarmos atuando em defesa da nossa cidade, sem prejudicar os trabalhos legislativos sujeitos à apreciação das comissões e do plenário”, justificou o presidente da CMG, vereador Wendel Lima (PTB).

Presidente da Câmara Wendel Lima

Segundo ele, para participarem das sessões virtuais da Câmara de Guarapari, os vereadores poderão utilizar telefones celulares (smartphones), tablets, notebooks e/ou computadores. “A população poderá acompanhar as sessões ao vivo, pela TV Guarapari e também pelas redes sociais da CMG. O importante neste momento é garantirmos a continuidade dos trabalhos, principalmente a apresentação, discussão e votação de matérias importantes para o conjunto da sociedade, mesmo em meio ao agravamento da pandemia”, ressaltou o presidente do Legislativo, Wendel Lima.

Vice-presidente da Câmara Dudu Corretor

Para o vice-presidente da CMG, vereador Dudu Corretor (Cidadania), a cidade não pode parar: “Todos nós estamos muito preocupados com a escalada desta doença em nosso Estado e também em Guarapari. Mas a cidade não pode parar e a luta pela vida continua. Por isso, não vamos deixar de exercer nossas funções neste momento, quando o nosso povo mais precisa de nós”, afirmou.

Vereador Fábio Veterinário

Por sua vez, o vereador Fábio Veterinário (PSB) – membro da Comissão Permanente de Saúde da Câmara de Guarapari – também defendeu a manutenção das atividades legislativas da Casa, no ritmo mais normal possível, apesar de todas as restrições, mas de forma segura: “É o caso das sessões virtuais realizadas por videoconferência. Assim, com cautela e precaução, poderemos garantir o regular funcionamento da nossa instituição pública nesses tempos de medo e de insegurança. A população precisa da gente agora, mais do que nunca, trabalhando de modo intensivo e integrado, em defesa da vida”, avaliou o vereador.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui