Sábado de homenagens tem até luva especial para colecionadores

Ao vencer as corridas, Ayrton Senna se emocionava empunhando a bandeira brasileira, mostrando o seu amor pelo Brasil. Um verdadeiro exemplo de patriotismo, que deveria ser seguido por todos nós brasileiros.

Canais oficiais de Ayrton Senna celebram o legado do lendário piloto brasileiro neste dia 1º de maio, quando se completam 27 anos de seu falecimento
Da Redação
30/04/2021 17h59

Divulgação
Divulgação

O dia 1º de maio é sempre marcado por muitas homenagens ao piloto Ayrton Senna, falecido nesta mesma data em 1994. O legado do tricampeão da mundial de Fórmula 1, portanto, completa 27 anos neste sábado (1) e será celebrado de diversas maneiras nos canais oficiais do maior nome da história do automobilismo brasileiro.  

O projeto #MundoSenna será lançado pela marca nas redes sociais, com direito à exibição de um vídeo especial, narrado com a voz do ex-piloto: “Acredite: vencer é possível”, é o título da produção, que irá ao ar em transmissão ao vivo no YouTube e no Facebook oficiais do ex-piloto, que atualmente estaria com 61 anos de idade.

Para os colecionadores e maiores fãs de Senna, também há uma novidade mais que atrativa. Será lançada a pré-venda uma réplica da luva do piloto, produzida com madeira pelo artista plástico Cainã Gartner. Serão apenas 41 unidades do item decorativo, que celebra as 41 vitórias do brasileiro na F1.

“Nós ficamos impressionados com o trabalho exclusivo feito pelo Cainã, gostamos muito dessa homenagem feita ao Ayrton e tenho certeza que o público também vai aprovar. Meu tio deixou um legado pelo mundo e nessa data sempre lembramos as boas recordações que ele deixou para a nossa família e para todas as pessoas”, diz Bianca Senna, sobrinha do piloto e CEO de Senna Brands.

Este ano ainda deverá ter uma série de outras homenagens a Ayrton Senna, cujo tricampeonato mundial da Fórmula 1, conquistado em Suzuka, completa 30 anos em 2021. Na transmissão deste sábado, a família Senna será representada pela compositora musical e artista visual Paula Senna Lalli, sobrinha do piloto.

2 COMENTÁRIOS

  1. Hoje não vejo mais patriotismo no Brasil. O tempo passou tão rápido, no lugar do Ayrton Senna, á corrupção tomou o lugar e nos reduz a miséria. Valeu Senna por fazer parte da minha vida e do povo brasileiro.

    • Boa tarde meu caro Henrique de Almeida. Realmente vc tem razão. Até acho que a mídia deveria, se quiser um mundo melhor para nós brasileiros, estimular esses tipos de exemplos. Um grande abraço. Antonino

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui