De acordo com os bombeiros, havia 21 pessoas a bordo do barco-hotel

O Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul encontrou na tarde de hoje (17) a última vítima do acidente de barco que tirou a vida de sete pessoas no Rio Paraguai, na altura da cidade de Corumbá (MS). Os corpos das seis outras vítimas já haviam sido encontrados.
Participaram do resgate, que durou pouco menos de 48 horas, mergulhadores de diversas unidades, além de mergulhadores da Marinha. O barco naufragou na última sexta-feira (15), durante um vendaval na região.
De acordo com os bombeiros, havia 21 pessoas a bordo do barco-hotel. As águas turvas do rio, a forte correnteza e as características peculiares do barco-hotel, com labirintos e locais de difícil acesso, tornaram as buscas mais complexas.
A retirada da embarcação do Rio Paraguai é de responsabilidade do seu proprietário. A Capitania Fluvial do Pantanal (CFPN), subordinada ao Comando do 6°Distrito Naval, já intimou o representante dos proprietários para a tomada de providências.

Mais detalhes

A Polícia Civil de Mato Grosso do Sul identificou sete vítimas do naufrágio do barco-hotel no rio Paraguai, em Corumbá, no Pantanal, ocorrido durante temporal na tarde desta última sexta-feira (15). A sétima vítima foi encontrada no início da tarde deste domingo (17).

Os identificados são:

  1. Thiago Souza Gomes, de 18 anos;
  2. Fernando Gomes de Oliveira, de 49 anos, pais de Thiago
  3. Fernandes Rodrigues Leão, de 49 anos;
  4. Olímpio Alves de Souza, de 71 anos;
  5. Geraldo Alves de Souza, de 78 anos, era irmão de Olímpio, sogro de Fernando Gomes e avô de Thiago;
  6. Vitor Celestino Francelino, de 49 anos, auxiliar da embarcação e
  7. Mauro Rodrigues Canavarro, de 64 anos, comandante da embarcação
Geovanne Furtado Souza, médico urologista de São José do Rio Preto (SP), que acompanhava o grupo , foi resgato com vida. Mas seu pai, tio, o sobrinho e o cunhado não tiveram a mesma sorte e morreram afogados
Artigo anteriorCovid-19 │Pesquisadores brasileiros desenvolvem teste do vírus pela saliva e usando luz
Próximo artigoEsse Bolsonaro é demais!! : Agora é água para o Sertão Baiano – serão beneficiadas 44 cidades
Jornalista formado pela Universidade Ceub - Brasilia/DF. Ex-presidente da Adjori/ES - Associação dos Jornais e Revistas do Interior do Estado do Espírito Santo - de 2013 a 2016

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui